Adoção: comarca de Joinville (SC) inova no acompanhamento familiar

09 Jul 2018

Por: CNJ
Foto: CNJ

O grupo "As Cores da Minha História", um espaço para compartilhamento das vivências familiares, bem como de orientação e apoio profissional aos adotantes desenvolvido na comarca de Joinville, acaba de completar um ano. Sob a coordenação da psicóloga Francine Cassol Reimann de Quadros e da assistente social Julia Cristina Vincenzi, o trabalho é desenvolvido pela equipe técnica da Vara de Infância e Juventude da comarca, que tem o juiz Márcio Rene Rocha como titular.

Ele consiste no acompanhamento de famílias que estão em estágio de convivência (guarda provisória) nos processos de adoção, a partir de uma modalidade diferenciada da tradicional, ao oportunizar o acompanhamento em grupo. Aberto, o grupo permite a entrada e saída dos participantes em qualquer tempo, e tem a participação de seis famílias (12 adotantes), concomitantemente, que estão em estágio de convivência com crianças acima de dois anos de idade.


Os encontros são quinzenais, às quartas-feiras, das 15 às 17 horas, nas dependências do Fórum de Joinville. Cada família adotante participa dos encontros de grupo por um período de três a seis meses, mas pode ser estendido em caso de necessidade.
"Após o encerramento do grupo, os adotantes realizam uma avaliação escrita sobre a experiência e o retorno que temos tido nos mostra o quanto essas pessoas conseguem ser atendidas em suas demandas, principalmente porque a equipe consegue realizar um acompanhamento efetivo e de qualidade às famílias", avalia a psicóloga. Somente após esse período de acompanhamento grupal e da entrevista de encerramento (individual) é que o processo é encaminhado para efetivação (ou não) da adoção.