Leoberto Brancher toma posse como desembargador do TJRS

25 Jun 2019

Por: Ajuris
Foto: Ajuris

Em uma solenidade com grande presença de público, o magistrado Leoberto Narciso Brancher tomou posse como desembargador do Tribunal de Justiça do Estado (TJRS) em sessão do Órgão Especial da tarde desta segunda-feira (24/6). A solenidade foi conduzida pelo presidente da corte, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro.

Brancher fez o discurso de posse citando a importância de todos os parceiros que auxiliaram na construção da caminhada: “Aprendi a não ser apenas Poder Judiciário, mas a ser Sistema de Justiça”, afirmou, citando a importância da atuação em rede para a efetivação das políticas públicas.

Referência nacional em Justiça Restaurativa, o desembargador falou sobre a importância da Escola da AJURIS na difusão e institucionalização dos métodos restaurativos em todo país e que hoje atua como uma política de construção de paz. Encerrando o discurso, pediu licença para acrescentar ao juramento de posse as promessas de desempenhar a função também com leveza, rapidez, visibilidade, multiplicidade e consciência.

Coube à presidente da AJURIS, Vera Lúcia Deboni, fazer a recepção do magistrado no plenário e o discurso de saudação ao novo colega em nome dos demais desembargadores. A magistrada relatou as realizações de Brancher ao longo de sua vida funcional e destacou que ele, desde o primeiro dia como magistrado, na comarca de Dom Pedrito, em 1991, comprometeu-se a dar significado e pertencimento a tudo em que se envolveu. “A trajetória do colega Leoberto segue um ciclo que o conduz sempre para o comprometimento com seu ideal social, de quem vê e quer o magistrado mais do que um julgador, um transformador”, disse Vera Deboni.

Em um discurso que emocionou os presentes, a presidente da AJURIS exaltou a visão de Leoberto, que defende a Justiça como fundamental valor humano. “Venha nos ajudar a fazer diferença. Pois, não importa saber quantas guerras teremos que vencer por um pouco de paz”, encerrou.

Além da presidente da AJURIS, participaram da sessão especial o vice-presidente Administrativo, Orlando Faccini Neto, de Patrimônio e Finanças, Cristiano Vilhalba Flores, e Cultural, Madgéli Frantz Machado, e o diretor da Escola da Magistratura, Jayme Weingartner Neto.

Biografia

Leoberto Brancher foi promovido por antiguidade na sessão do Órgão Especial do dia 29 de abril. Empossado como juiz de Direito em 1990, exerceu a jurisdição nas comarcas de Dom Pedrito, Rosário do Sul, Porto Alegre e Caxias do Sul, desde o princípio tendo uma forte atuação na área da infância e juventude, recebendo diversas premiações por seu envolvimento com o assunto. Brancher começou a se dedicar aos estudos da justiça restaurativa aplicando, a partir de 2002, os procedimentos de mediação entre réus e vítimas em processos de execução de medidas socioeducativas.

De forma pioneira, em agosto de 2004, fundou e, atualmente, coordena o Núcleo de Estudos em Justiça Restaurativa na Escola da AJURIS. Em agosto de 2005 implantou e coordenou o projeto-piloto Justiça para o Século 21, que em 2015 foi estendido para várias comarcas do Estado. Desde 2018 coordena a execução do termo de cooperação entre a AJURIS e governo do Estado para a formação de facilitadores escolares na metodologia restaurativa.

Na AJURIS, Brancher é membro eleito do Conselho Deliberativo e integrante do Conselho de Comunicação.