Conheça os finalistas do 8º Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos

25 Out 2019

Por: AMAERJ
Foto: AMAERJ

Os 18 finalistas da 8ª edição do Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos foram definidos nesta segunda-feira (21). A Comissão Julgadora analisou os trabalhos inscritos nas categorias Trabalhos dos Magistrados, Reportagens Jornalísticas, Práticas Humanísticas e Trabalhos Acadêmicos. Os vencedores serão anunciados na cerimônia de premiação, em 2 de dezembro, às 18h, no Tribunal Pleno do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro).

Os materiais selecionados abordam temas como assentamento, indígenas, adoção, educação violência doméstica e exclusão social. Confira abaixo os finalistas em cada categoria.

FINALISTAS
(Ordem alfabética por autor)

  • Trabalhos dos Magistrados

Projeto Adoce: Acordos após ingestão de Dextrose Observados em Conciliações Judiciais (processuais) e Extrajudiciais (pré-processuais)
Autora: Aline Vieira Tomás Protásio 

Programa Flor de Lótus
Autores: Elen de Freitas Barbosa, Márcia Miranda, Paulo C. Luciano, Hortencia Barros, Cristiane Barbosa 

Projeto Adoção Segura
Autores: Robespierre Foureaux Alves e José Cândido Sobrinho 

  • Reportagens Jornalísticas

Sem direitos: o rosto da exclusão social no Brasil
Autores: Adriana Barsotti, Catarina Barbosa, Edu Carvalho e Carolina Moura
Veículo: Projeto Colabora

Brutalidade que os laudos não contam
Autor: Caio Barreto Briso
Veículo: Revista Piauí

A Besta
Autores: Henrique Beirangê e coautores
Veículo: RecordTV

A invasão
Autor: Rafael Soares
Veículo: Jornal Extra

A lama que queima: compradora de minério da Vale faz vítimas no interior do Maranhão
Autora: Thais Lazzeri
Veículo: ONG Repórter Brasil

  • Práticas Humanísticas

Projeto Luz & Autor em Braille
Autora: Dinorá Couto Cançado

Nossa Escola é em Todo Lugar
Autores: Instituto Camará Calunga e João Carlos Guilhermino da Franca

Projeto Refúgio, Migrações e Hospitalidade
Autores: Jose Antonio Peres Gediel e Tatyana Scheila Friedrich

Projeto Papo na Obra: construindo a paz no lar
Autoras: Maria do Amparo de Sousa Paz, Cynara Maria Cardoso Veras Alves e Núbia de Caldas Brito Pereira

Projeto Brasileirinho
Autoras: Vânia Aparecida Silva Corrêa Pinto e Jacqueline Campos Rangel

  • Trabalhos Acadêmicos

Das Fake News aos discursos de ódio: uma análise à luz da Constituição Cidadã nas mídias sociais
Autora: Bruna de Souza Elias

Conscientizar para educar: a acessibilidade atitudinal como ferramenta de transformação social
Autora: Deborah Maria Prates Barbosa

Piquiá em Açailândia – MA: A luta pelos direitos humanos e a conquista do reassentamento coletivo
Autoras: Idayane da Silva Ferreira e Roseane Arcanjo Pinheiro

O protagonismo cor de rosa nos espaços de decisão política no estado do Rio de Janeiro: um tributo a vereadora Marielle Franco, para sempre presente
Autora: Lígia Silva de Sá

Quem tem medo do lobo mau? O direito à proteção da terra indígena
Autora: Natália Caye Batalha Boeira

Premiação

Na categoria Trabalhos dos Magistrados, os três primeiros colocados serão premiados com troféus. Nas demais categorias, o primeiro lugar ganhará R$ 15 mil; o segundo, R$ 10 mil; e o terceiro, R$ 5 mil. Os três primeiros colocados também receberão troféus. Os outros finalistas serão homenageados com Menções Honrosas.

Os integrantes da Comissão Julgadora são Aluisio Gonçalves Mendes, Artur de Brito Gueiros Souza, Gustavo Binenbojm e Humberto Dalla (Trabalhos dos Magistrados); Irany Teresa, Luiz Claudio Latgé e Sergio Torres (Reportagens Jornalísticas); Adilson Cabral, Cristiano Santos, Márcia Nina Bernardes e Núbia Ramos (Práticas Humanísticas); e Cristian Wittman, Eula D. T. Cabral, João Batista de Abreu e Marcio Castilho (Trabalhos Acadêmicos). A premiação é coordenada pela juíza Marcia Succi (diretora de Direitos Humanos e Proteção Integral da AMAERJ).

Criado em 2012, o Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos celebra a memória da juíza, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, morta em 2011, em Niterói, por policiais militares.

O Prêmio tem o apoio do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, da EMERJ (Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro) e da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) e patrocínio da ANOREG/RJ (Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio de Janeiro), da Multiplan, da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) e do jornal “O Dia”.