TJAM leva ações do projeto “Legal, Tô Documentado” aos Centros de Assistência Social da capital

18 Nov 2019

Por: TJAM
Foto: TJAM

O projeto “Legal, Tô Documentado”, desenvolvido pela Coordenadoria da Infância e Juventude (Coij), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), deu prosseguimento nesta segunda-feira (11) às atividades de sua 6.ª edição, com uma ação de atendimento no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), da Zona Norte, localizado na Cidade Nova 1.

Em parceria com o Instituto de Identificação da Secretaria Estadual de Segurança Pública; com o Conselho Tutelar e com a Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (Semtepi) a ação, que teve início na terça-feira (5), já passou pelos Creas das zonas Sul e Centro-Sul, realizando a emissão de Carteiras de Identidade; CPFs; Carteiras de Trabalho e cadastro para o primeiro emprego de jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

A programação será concluída nesta terça-feira (12), no Creas Leste e a assistente social da Coij, Osmarina Hagge, explicou a proposta dessa edição do projeto. “A ideia é possibilitar, com a emissão dos documentos, que os jovens consigam ser inseridos no mercado de trabalho e na sociedade, de uma forma mais produtiva”, diz Osmarina.

Juvêncio Nunes, conselheiro tutelar da Zona Norte, ressaltou a importância do apoio aos jovens em situação de vulnerabilidade social. “O jovem ocioso fica à mercê das drogas e dos bandidos. Mas, com a documentação, ele é encaminhado para o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) e para ter acesso ao primeiro emprego. Assim, trava conhecimento com uma realidade diferente, com ambientes onde conhece outras pessoas e outras perspectivas, ficando longe da marginalidade”, avalia o conselheiro.