Juiz de Fora sedia seminário sobre adoção

25 Nov 2019

Por: TJMG
Foto: TJMG

Proporcionar uma ampla discussão em torno do acolhimento institucional e familiar foi o objetivo do seminário sobre adoção, promovido pelo juiz da Vara da Infância e da Juventude (VIJ) de Juiz de Fora, Ricardo Rodrigues Lima.

O seminário, que teve como tema "A criança, o adolescente e a família substituta: interlocuções possíveis na adoção", integrou a segunda etapa do curso de formação para o aprimoramento técnico dos profissionais da vara da infância de Juiz de Fora e da rede municipal de proteção e assistência à infância e à adolescência.

O encontro, realizado em 25 de outubro, no Salão do Tribunal do Júri do Fórum Benjamim Colucci, contou com a presença do cientista político Jean-Marc Bouville e da psicanalista Marlene Iucksch, que atuam na proteção à infância em Paris. Os profissionais franceses vieram discutir as diferenças entre o modelo de adoção francês e o brasileiro, bem como as consequências que cada modelo coloca.

Num segundo momento, profissionais das áreas social e de saúde de Juiz de Fora falaram de suas experiências clínicas e apresentaram casos de encaminhamento de crianças e adolescentes para adoção, nos quais impasses e possibilidades foram discutidos.

Além das palestras, estudo e discussão de casos, o encontro propôs uma reflexão sobre os avanços do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e promoveu uma aproximação entre os profissionais que atuam diretamente junto às famílias substitutas.

Para o juiz da Vara da Infância e da Juventude de Juiz de Fora, Ricardo Rodrigues Lima, a adoção é uma medida que deve ser tomada quando esgotadas todas as possibilidades de reinserção de uma criança e/ou adolescente em sua família nuclear de origem ou extensa.

O magistrado fez questão de ressaltar “o empenho do setor técnico da VIJ e a forte adesão da rede de proteção e de outros apoiadores da causa da infância e da adolescência, que possibilitaram um amplo debate a respeito do tema e uma rica troca de experiências”.

O seminário teve o apoio do Núcleo Regional da Escola Judicial desembargador Edésio Fernandes (Ejef) de Juiz de Fora. Participaram do evento a juíza diretora do foro local, Raquel Gomes Barbosa, a defensora pública Maria Aparecida Rocha de Paiva, servidores do TJMG e demais autoridades locais.